PernambucoSegurança

Sistema ajuda polícia a identificar bicicletas roubadas

[Foto: Aline Souza / AEF]

No estado de Permambuco, a Secretaria de Defesa Social mantém uma iniciativa que busca auxiliar a polícia na recuperação de bicicletas roubadas. O programa “Alerta Bike”, disponibilizado por meio de um site oficial, permite que os proprietários cadastrem suas bicicletas fornecendo informações detalhadas. Desde o seu lançamento em junho de 2021, o programa já recebeu o cadastro de 11.024 bicicletas e auxiliou na recuperação de 77 delas.

Ao acessar o site, os proprietários criam um login e senha para realizar o cadastro. É necessário fornecer informações como marca, modelo, tipo, aro, cor, além dos dados pessoais do proprietário. Também é solicitado o anexo da nota fiscal do veículo. Caso o proprietário não possua a nota fiscal original, a Secretaria disponibiliza um “Modelo de Recibo de Compra e Venda de Bicicleta” para ser utilizado, com o intuito de inibir o comércio ilegal.

Um campo importante a ser preenchido no cadastro é o chassi da bicicleta. Essa numeração pode ser encontrada abaixo da caixa do movimento central, próximo à gancheira e ao cubo da roda traseira, ou perto da braçadeira do selim, e/ou na parte frontal do quadro.

Com todos os dados do veículo e do proprietário devidamente cadastrados, caso o cidadão seja vítima de furto ou roubo, ele deve acessar o site e acionar o botão de alerta correspondente à sua situação. Dessa forma, quando um policial abordar algum suspeito, poderá verificar por meio de um aplicativo se a bicicleta é roubada ou não.

Segundo o coordenador do Programa, Coronel Jonas Moreno, a iniciativa contribui para a redução dos roubos de bicicletas no estado de Pernambuco e possibilita que o veículo roubado ou furtado possa ser entregue ao proprietário.

“Todas essas informações vai contribuir para que o policial militar ou civil, em uma abordagem policial, consiga identificar sua bicicleta roubada ou furtada e devolver a você, legitímo proprietário”, disse o coordenador do Programa.

É importante ressaltar que o boletim de ocorrência deve ser realizado até 48 horas após o registro no site. Caso contrário, o sistema automaticamente remove o sinal de alerta, conforme estabelecido pelo governo do estado de Pernambuco.

Alerta Celular

O “Alerta Celular” permite que os proprietários cadastrem o IMEI (número de identificação do aparelho) dos seus celulares através do site oficial. Dessa forma, durante investigações e abordagens policiais, os aparelhos cadastrados poderão ser identificados e recuperados.

De acordo com o governo do estado, é importante ressaltar que o cadastro no site não substitui a necessidade de registrar um Boletim de Ocorrência na delegacia mais próxima ou pela Internet. Ao registrar o Boletim de Ocorrência, o cidadão também deve informar o IMEI do celular, possibilitando o cruzamento de informações entre o Alerta Celular e o Boletim de Ocorrência. Essa integração facilita a localização do telefone, caso esteja com algum suspeito de roubo, furto ou receptação.

Para obter o número IMEI do celular, basta digitar *06# no aparelho e anotar o número exibido na tela. Essa sequência numérica também pode ser encontrada nas embalagens de alguns celulares.

Confira a matéria acima na edição do Gazeta Expressa Kids de 25 de junho.

Deixe um comentário

error: Não é possível copiar.