BrasilBrasíliaPolíticaSegurança

Presidente do Senado repudia invasão do Congresso Nacional por bolsonaristas, “que devem sofrer o rigor da lei com urgência”

[Foto: Arquivo / Richard Souza / AN][Texto: Agência Senado]

O presidente do Senado Rodrigo Pacheco informou por meio de sua conta no Twitter que está em contato permanente com o governador Ibaneis Rocha, do Distrito Federal, para saber quais providências estão sendo tomadas para controlar a invasão do prédio do Congresso Nacional, na tarde deste domingo (8), por manifestantes bolsonaristas que protestam contra o resultado da eleição presidencial.

O senador afirmou repudiar “veementemente” os atos antidemocráticos e pediu o “rigor da lei”. De acordo com Pacheco, foi assegurado pelo governador que as forças de segurança do Distrito Federal estão empenhadas no controle da situação. 

“Conversei há pouco, por telefone, com o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, com quem venho mantendo contato permanente. O governador me informou que está concentrando os esforços de todo o aparato policial no sentido de controlar a situação.Na ação, estão empenhadas as forças de segurança do Distrito Federal, alem da Polícia Legislativa do Congresso.  Repudio veementemente esses atos antidemocráticos, que devem sofrer o rigor da lei com urgência.”

Em nota, Pacheco pede que parlamentares repudiem invasão do Congresso e promete providências

Em nota oficial, o presidente do Senado e do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco, pediu que os parlamentares se manifestem repudiando com veemência a invasão das duas Casas legislativas na tarde deste domingo (8) por manifestantes bolsonaristas que protestam contra o resultado da eleição presidencial. Pacheco também se solidarizou com os agentes da Polícia Legislativa e voltou a afirmar que “providências pertinentes serão tomadas”.    

Segue a nota:

Caros Colegas,
A situação é grave e tomaremos todas as providências pertinentes.
Estou em contato com o Governador do Distrito Federal, Ministro da Justiça e Ministro da Defesa.
Peço a todos que independentemente de posições ideológicas e políticas, manifestem-se repudiando veementemente esse episódio que afronta o Poder Legislativo, ao qual todos pertencemos.
Essa nossa união representa uma força importante até para exigirmos das forças de segurança, Ministério Público e Poder Judiciário que ações concretas sejam realizadas.
Além da solidariedade aos nossos bravos policiais legislativos, que, neste instante, sofrem na pele com os atos criminosos.

Rodrigo Pacheco

Fonte: Agência Senado

Deixe um comentário

error: Não é possível copiar.