Rio de JaneiroSegurança

Tecnologia avançada ajuda a garantir a segurança no Carnaval do RJ

Foto: Rafael Wallace / Governo do RJ

O Governo do Estado está implementando um esquema especial de segurança para proporcionar mais proteção aos foliões durante os eventos de Carnaval. Com um contingente de mais de 15 mil policiais militares e civis, a segurança será reforçada por videomonitoramento com reconhecimento facial em áreas estratégicas, como a orla da capital, o Sambódromo, e estações de metrô e SuperVia. Todas as imagens captadas pelo sistema são transmitidas em tempo real para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

O governador Cláudio Castro ressaltou o compromisso do Governo do Rio em proporcionar um Carnaval seguro, destacando que o uso da tecnologia é um grande diferencial este ano.

Na Marquês de Sapucaí, Setor 11, foi instalado um posto avançado da 6ª Delegacia de Polícia (Cidade Nova) e unidades especializadas. Seis torres de observação da Polícia Militar foram colocadas ao longo da Avenida Presidente Vargas, com monitoramento por drones durante os desfiles das escolas de samba. Para o entorno do Sambódromo, foram destacadas 51 viaturas, além da presença do Policiamento Montado (RPMont). A PM também está acessível pelo aplicativo 190 RJ, que conta com versões em português, inglês, francês e espanhol.

A Polícia Civil atua com 3,3 mil agentes em todo o Estado, com reforço de 50% do efetivo na Delegacia Especial de Apoio ao Turismo e nas 14 Delegacias de Atendimento à Mulher (Deams). Guías bilíngues estão disponíveis para auxiliar no preenchimento do registro de ocorrência.

Além disso, ações de conscientização e prevenção à violência contra a mulher estão sendo realizadas no Sambódromo e nos municípios, resultado da integração entre equipes da Secretaria da Mulher, Patrulha Maria da Penha, e Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher. O aplicativo Rede Mulher, com um botão de emergência acionando o 190, é uma ferramenta crucial no combate a crimes contra as foliãs.

Nas ruas, o patrulhamento foi intensificado nos megablocos do Centro do Rio, com uso de drones, pontos de interceptação e revista com 250 detectores de metais. Esta iniciativa também se repete nas estações de metrô da Zona Sul (Copacabana, Ipanema e Leblon). Batalhões de área estão reforçando o policiamento nos blocos de rua no interior e municípios da Região Metropolitana.

Resumo do Esquema de Segurança:

  • 15 mil policiais militares e civis mobilizados;
  • Videomonitoramento com reconhecimento facial em pontos estratégicos;
  • 3,3 mil agentes da Polícia Civil atuando em todo o estado;
  • Reforço de 50% do efetivo na Delegacia Especial de Apoio ao Turismo e nas 14 Deams;
  • Patrulhamento com drones nos megablocos do Centro do Rio;
  • Pontos de interceptação e revista com 250 detectores de metais;
  • 6 torres de observação;
  • Policiamento nos blocos de rua no interior e municípios da Região Metropolitana.
error: Não é possível copiar.