Rio de JaneiroSegurança

Operação Maré, no Rio de Janeiro, resultou em prejuízo para o tráfico de drogas, com apreensões e prisões

[Foto: Luis Alvarenga / Gov RJ]

O governador Cláudio Castro elogiou as forças de segurança do Rio de Janeiro pelo sucesso da Operação Maré, que resultou em um prejuízo de mais de R$ 12 milhões para o tráfico de drogas. No primeiro dia da operação, foram apreendidos cem quilos de pasta base para refino de cocaína e meia tonelada de maconha. A ação, que teve um efetivo de mil agentes civis e militares, também resultou em nove prisões, retirada de barricadas das ruas e apreensão de veículos roubados.

Durante a incursão nas comunidades, os policiais desobstruíram 14 ruas no Parque União e na Nova Holanda, na Maré. Além disso, foram descobertos laboratórios clandestinos de refino de drogas, armazenamento ilegal de medicamentos e materiais para preparo de entorpecentes. Os agentes contaram com tecnologia avançada, incluindo drones, câmeras portáteis e aparelhos de reconhecimento facial.

O material apreendido, incluindo um fuzil, carregadores, artefatos explosivos e radiocomunicadores, foi levado para a Cidade da Polícia para perícia. A Seap também participou da operação, apreendendo 58 celulares em unidades prisionais e bloqueando o sinal de celulares nos presídios. A ação tem como objetivo desarticular a rede de comando das facções criminosas que atuam nas comunidades afetadas pela operação. O governador reforçou o compromisso do estado em combater o crime organizado e devolver a paz aos moradores das áreas afetadas pela operação.

Com informações do Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do RJ.

error: Não é possível copiar.