BrasilJustiçaRio Grande do SulSegurança

Incêndio na Boate Kiss completa 10 anos

[Foto: Ilustração / GE]

Na madrugada desta sexta – feira (27/01), completou 10 anos do incêndio na Boate Kiss, no centro de Santa Maria, Rio Grande do Sul. 242 pessoas morreram e 636 sobreviventes permanecem com marcas no corpo e na memória da tragédia que chocou o Brasil. Na ocasião, a então Presidente Dilma Rouseff (PT) declarou luto oficial de três dias.

O incêndio teve início, no interior da boate, durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira, na madrugada do dia 27 de janeiro de 2013, quando foram utilizados artefatos pirotécnicos que entraram em contato com o isolamento acústico, inciando o fogo. A boate estava lotada e não possuía sistema de ventilação e saídas de emergências sufientes para suporta as várias pessoas ao mesmo tempo. A casa também não possuia brigada de incêndio e foi tomada por uma fumaça tóxica em poucos minutos.

Ao sairem da boate, os sobreviventes começaram a quebrar a fachada afim de permitir o escoamento da fumaça e, ainda, ajudaram na retirada dos corpos das vítimas fatais. Muitos deles, chegaram a inalar fumaça e tiveram que ser hospitalizados. Na ocasião, 382 pessoas feridas foram levadas aos hospitais da região e de Porto Alegre para atendimento.

Santa Maria

A Prefeitura de Santa Maria, montou, na Praça Saldanha Marinho e na Rua dos Andradas, em frente ao prédio onde funcionava a Boate kiss, estruturas para abrigar os sobreviventes e familiares que estão no local. Também foi montada uma tenda na praça principal da cidade com o serviço Acolhe Santa Maria, fornecendo atendimento e apoio psicológico à população, com foco principal nos familiares de vítimas e sobreviventes do incêndio.

Homenagens foram realizadas em diferentes pontos da cidade, como a Colagem de frases e fotos compondo um caminho saindo da praça Saldanha Marinho até o prédio onde funcionava a Boate kiss.Também foi realizada uma caminhada da praça até a Rua dos Andradas, onde ocorreu uma vigília, na madrugada desta sexta-feira.

A Associação de Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), preparou uma programação para homenagear os 242 jovens que perderam a vida no incêndio. As atividades acontecerão na Praça Saldanha Marinho a partir das 10h.

10h – Abertura e Culto Ecumênico

13h45min – Soltura dos Balões

14h – Mães y Madres: Kiss e Cromañón com Nilda Gomez (Familias Por La Vida – Argentina) e Mães da AVTSM

15h30min – O Caso Kiss: até quando a justiça vai servir à impunidade? com Tâmara Soares (advogada que representa a AVTSM no litígio internacional), Paulo Carvalho (pai do Rafael
e diretor jurídico da AVTSM) e Pedro Barcellos Júnior (advogado que representa a AVTSM no
processo penal)

17h – Por que prevenção vale a pena? com Antonio Berto (Pesquisador chefe do Laboratório de Segurança ao fogo e a Explosões no Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT) e Rogério Lin (Superintendente da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT e integrante da Associação Brasileira de Proteção Passiva Contra Incêndio – ABPP)

19h – 10 anos do ‘‘Kiss: que não se repita” — Apresentação da Campanha ‘Tempo Perdido’

20h30min – Por que contar essa história 10 anos depois? com Daniela Arbex (jornalista e
autora do livro Todo Dia A Mesma Noite: A História Não Contada da Boate Kiss) e Marcelo
Canellas (jornalista e diretor da série Boate Kiss: A Tragédia de Santa Maria)

22h – Encerramento com Juliana Pires, Matheus Lopes e Beto Pires

Sábado (28)
20h – Missa em homenagem aos 242 jovens, na Basílica Nossa Senhora Medianeira.

Deixe um comentário

error: Não é possível copiar.