GoiásSegurança e Defesa Civil

Acidente com helicóptero da Marinha resulta em mortes e ferimentos

[Foto: Arquivo / Aline / GE]

Em 8 de agosto de 2023, um trágico acidente, no Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes, envolvendo uma aeronave UH-15 Super Cougar da Marinha do Brasil (MB) ocorreu durante um exercício planejado de Fast Rope, técnica utilizada para desembarque rápido de tropas em ambientes adversos. O incidente resultou na perda irreparável de dois militares e deixou diversos outros feridos.

A Marinha do Brasil, por meio de seu Centro de Comunicação Social, divulgou uma nota oficial lamentando o ocorrido. Segundo a nota, a aeronave transportava 14 militares no momento do acidente, e, infelizmente, dois sargentos não resistiram aos ferimentos e faleceram. Os militares falecidos foram identificados como Sargento Luís Fernando Tavares Augusto, que servia no Batalhão de Blindados de Fuzileiros Navais, e Sargento Renan Guedes Moura, lotado na Base de Fuzileiros Navais da Ilha do Governador.

A nota esclarece que o exercício de Fast Rope estava em andamento quando ocorreu o acidente, porém, não houve envolvimento de mísseis ou armamentos pesados na atividade. A Unidade Médica Expedicionária da Marinha (UMEM), que participava do exercício, prestou socorro imediato às vítimas. Dos 14 militares envolvidos no acidente, 12 sobreviveram. Três militares estão sob cuidados médicos da UMEM, sete foram encaminhados ao Hospital Regional de Formosa e dois ao Hospital das Forças Armadas. Ainda segundo a nota, entre os sobreviventes feridos, “dez apresentam lesões sem gravidade e dois passarão por cirurgia ortopédica”.

.

A Marinha informou que uma Comissão de Investigação de Acidente Aeronáutico foi instaurada para apurar as circunstâncias do ocorrido. Um Relatório Preliminar, contendo informações como histórico da ocorrência, laudos e pareceres técnicos, deverá ser concluído no prazo de 180 dias.

error: Não é possível copiar.