EducaçãoRio de JaneiroSegurança

Secretaria de Educação do Rio investe em tecnologia para combater violência escolar

[Foto: Ilustrativa]

Com o objetivo de tornar as escolas mais tranquilas e acolhedoras, a Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Educação, lançou nesta segunda-feira (24/04) o aplicativo Escola Segura, que monitora diferentes tipos de violência nas 1.549 unidades da rede. O objetivo do aplicativo é agilizar a comunicação entre as escolas, coordenadorias regionais de educação, a sede da Secretaria de Educação e outros órgãos públicos para tornar o atendimento e a resolução dos casos mais ágeis, simples e unificados. É importante destacar que sua utilização não substitui o acionamento do 190 da Polícia Militar.

Durante o uso da nova ferramenta, a equipe gestora identifica o tipo de situação apontada na escola e reporta diversas ocorrências no aplicativo, como operações policiais, furtos, roubos, vandalismo, violência entre estudantes, violência autoprovocada, acidentes na escola, princípios de incêndio ou incêndio, chuvas, ameaças de ataques à escola, ataques com armas de fogo e/ou objetos perfurocortantes ou não, com intenção de ferir e ameaças de artefatos explosivos no espaço escolar.

O secretário de educação, Renan Ferreirinha, afirmou durante o evento de lançamento do aplicativo na Escola de Formação de Professores Paulo Freire, no Centro, que a ferramenta tem como objetivo apoiar as unidades escolares e agilizar a tomada de decisão, promovendo a paz nas escolas.

O aplicativo Escola Segura vem com o objetivo de apoiar nossas unidades escolares e dar celeridade na tomada de decisão, promovendo a paz nas nossas escolas.

Renan Ferreirinha

O aplicativo permite ainda, o acionamento da Gestão de Segurança Escolar e o Centro de Operações em 10 segundos, ao ser pressionado o botão de emergência.

Segundo a prefeitura, os gestores escolares passarão por treinamento sobre a utilização do aplicativo, e uma central de dúvidas no Whatsapp também será disponibilizada para ajudar os profissionais.

Thiago da Silva Bello, diretor da Escola Municipal Holanda, no Jardim Carioca, na Ilha do Governador, destacou que a iniciativa leva uma sensação de mais segurança ao ambiente escolar.

Essa é uma iniciativa muito boa. Podemos acionar vários órgãos diferentes, que vão saber naquele momento o que está acontecendo. Gostaria de lembrar que o aplicativo não substitui o 190, mas é uma ação muito importante para a segurança dos nossos alunos. Nos sentimos mais seguros com o lançamento desse aplicativo.

Thiago da Silva Bello

Deixe um comentário

error: Não é possível copiar.