Rio de JaneiroSegurança

Ação policial no Pão de Açúcar resulta em prisão de “guardadores de carros” por cobrança irregular

[Foto: Richard Souza / GE]

Uma operação conjunta entre a Polícia Civil, representada pela Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (DEAT), e a Polícia Militar resultou na prisão de 15 guardadores de carros nas proximidades do icônico Bondinho do Pão de Açúcar, na Urca, Zona Sul do Rio de Janeiro. A ação ocorreu no último sábado (12/08) e teve como objetivo combater a cobrança indevida e intimidatória de valores aos turistas que buscavam estacionar na região.

Detenção por Cobrança Irregular:

A investigação conduzida pelas autoridades revelou que o grupo de guardadores de carros estava envolvido em uma prática irregular, cobrando taxas variando entre R$ 30 e R$ 70 dos visitantes que desejavam estacionar próximo ao Bondinho do Pão de Açúcar. Essa ação reforça a necessidade de coibir tais práticas, que impactam negativamente a experiência dos turistas e prejudicam a imagem do importante ponto turístico da cidade.

Inteligência e Uso de Drone:

A ação das forças policiais foi embasada em trabalho de inteligência, que incluiu o uso de drone para monitorar as atividades dos guardadores de carros. Essa abordagem tecnológica demonstra o compromisso em utilizar recursos avançados para combater práticas ilícitas e proteger tanto os turistas quanto a integridade do local.

Foco na Segurança do Turismo:

A operação conjunta das polícias, além de destacar a eficácia da colaboração entre as forças de segurança, ressalta o comprometimento em proteger um dos pontos turísticos mais importantes do Rio de Janeiro. O objetivo não é apenas reprimir a cobrança indevida, mas também garantir a segurança e a qualidade da experiência dos visitantes que desejam explorar a região.

Com informações da ASCOM / PCERJ.

error: Não é possível copiar.