Polícia Federal efetua a prisão preventiva de Roberto Jefferson

[Foto: Pablo Valadares / Câmara dos Deputados]

Policiais Federais efetuaram a prisão preventiva do presidente do PTB e ex-deputado federal, cassado em 2005, Roberto Jefferson. A prisão ocorreu na manhã desta sexta-feira (13/08), por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito do Inquérito (INQ) 4874, que investiga suposta existência de organização criminosa que teria por finalidade atentar contra a democracia e o Estado de Direito.

Os policiais também cumpriram mandato de busca e apreensão na residência do presidente do PTB.

No dia 5 de agosto de 2021, a Polícia Federal enviou representação requerendo a prisão preventiva de Roberto Jefferson e a realização de busca e apreensão na sua residência. Esta representação resultou na decretação, na data de ontem (12/08), da prisão preventiva de Roberto Jefferson e na determinação de realização de busca e apreensão, cumpridas hoje (13/08).

Segundo divulgado pelo STF, a Polícia Federal (PF) pediu a custódia sob alegação de ataques a integrantes de instituições públicas, manifestações visando desacreditar o processo eleitoral brasileiro e promoção do descrédito dos poderes da República, entre outros. Os fatos narrados seriam condizentes com as provas colhidas nos Inquéritos 4781 (fake news) e 4828 (atos antidemocráticos), além de semelhantes ao modo de ação que resultou na instauração do INQ 4874.

A decisão, na íntegra, está disponível no link abaixo:
http://www.stf.jus.br/arquivo/cms/noticiaNoticiaStf/anexo/Pet9844decreto.pdf

Deixe uma resposta

English EN Portuguese PT Spanish ES
error: Não é possível copiar.