Receita Federal libera nessa sexta-feira (22) consulta ao primeiro lote do Imposto de Renda

[Foto: Divulgação/Receita Federal]

A consulta do primeiro lote de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (ISPF) 2020 estará disponível a partir das 9h desta sexta-feira (22). De acordo com informações da Receita Federal, esse primeiro lote deve contemplar os contribuintes idosos ou que possuam doenças graves. O pagamento será realizado na conta do contribuinte no último dia do mês.

De acordo com a Receita Federal, o primeiro lote será depositado para 901.077 contribuintes, sendo 133.171 idosos acima de 80 anos, 710.275 entre 60 e 79 anos de idade e 57.631 contribuintes que possuem alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Em 2020, o cronograma de restituição sofreu alteração, sendo antecipado para o mês de maio e a quantidade de lotes foi reduzida de de sete para cinco. A antecipação é uma iniciativa para mitigar os efeitos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus.

O Primeiro lote esta programado para acontecer no dia 29 de maio, antes do prazo limite para a entrega das declarações, que deve acontecer até o dia 30 de junho de 2020. Já o último lote, esta programado para acontecer no dia 30 de setembro. No ano passado, as restituições tiveram inicio no em junho e se estenderam até dezembro.

Para acompanhar se a declaração foi liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita Federal na internet onde será possível acessar o extrato da declaração e conferir se há alguma inconsistência. Havendo inconsistência nos dados, o contribuinte poderá avaliar os dados e realizar a autorregularização, mediante a entrega de declaração retificadores.

A restituição ficará disponível no banco pelo período de um ano. A Receita informou que se o valor não for creditado na conta, o contribuinte deve contatar pessoalmente uma agência do Banco do Brasil ou telefonar para a Central de Atendimento, através do telefone 4004-0001 para ligações realizadas de capitais ou 0800-729-0001 para as demais regiões.

Deixe uma resposta