Começa julgamento do caso de 2 mortos por militares que dispararam 257 tiros de fuzil – Defesa dos militares nega excessos

[Foto: Sang Hyun Cho / Pixabay]

Começou nesta quarta-feira (13/10) o julgamento dos 12 militares acusados pelas mortes do músico Evaldo dos Santos Rosa e do catador de latinhas Luciano Macedo, em ação na qual os militares são acusados de dispararem 257 tiros de fuzil contra o veículo, no qual estavam o músico e seus familiares. O veículo foi atingido por 62 projéteis.

Sérgio Gonçalves de Araújo, sogro do músico morto, também foi ferido por tiros, mas sobreviveu.

A defesa dos acusados afirma que os militares agiram dentro da legalidade e que não houve excessos. Segundo a defesa, o catador de latinhas estaria armado, embora nenhuma arma tenha sido apreendida na operação que resultou com os 2 mortos, além de feridos

O Ministério Público Militar (MPM), responsável por apresentar a denúncia, pede a condenação de 8 dos 12 réus.

Deixe uma resposta

English EN Portuguese PT Spanish ES
error: Não é possível copiar.