Celso de Mello retira sigilo parcial de vídeo da reunião ministerial de 22 de abril

[Foto: Carolina Antunes/PR]

O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, decidiu na tarde desta sexta-feira (22), retirar o sigilo parcial do vídeo da reunião ministerial com o Presidente Jair Bolsonaro, realizada no dia 22 de abril, em Brasilia.

Celso de Mello é relator do inquérito que investiga a suposta fraude do Presidente na Polícia Federal (PF). A reunião foi citada pelo Ex-Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, ao deixar o cargo no

Na semana passada, o procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu que o STF divulgasse apenas as falas de Bolsonaro que são relacionadas com a investigação. Aras afirmou que a divulgação da reunião na íntegra estaria contrariando regras e princípios constitucionais de investigação.

A Advocacia-Geral da União (AGU) também se manifestou e defendeu que a fosse realizada a divulgação de todas o diálogo do Presidente, mas solicitou que fosse mantido o sigilo em trechos de outras autoridades que estavam presentes.

A Defesa de Sergio Moro também defendeu a divulgação do vídeo.

De acordo com a decisão, apenas a parte da reunião que trata de assuntos relacionados a outros Países não será divulgada.

Leia também: Ministro do STF assiste nesta segunda-feira o vídeo da reunião ministerial de 22 de abril

Deixe uma resposta