Antes comparada a uma “gripezinha”, a COVID-19 já matou mais de meio milhão no Brasil

[Foto: Gisela Fotografie]

O Painel Coronavírus Brasil, do Ministério da Saúde, registrou nesse sábado (19/06) mais 2.301 óbitos confirmados por COVID-19. Com as mortes registradas hoje, o país superou a triste marca de meio milhão de “óbitos acumulados” e já registra 500.800 mortes confirmadas pela doença no Brasil.

No mundo, o total de mortes por COVID-19 já aproxima-se do total de 4 milhões, com 3.840.223 mortes confirmadas, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Número este que está abaixo do total real de mortes causadas pelo Novo Coronavírus, já que ainda não considera dados atuais de todos os países, como as mortes divulgadas hoje pelo Ministério da Saúde do Brasil, ainda não contabilizadas neste total. Estes dados da OMS consideram o total brasileiro de ontem.

O total de casos da doença no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, já aproxima-se de 18 milhões, somando hoje 17.883.750 casos. No mundo já são mais de 177 milhões de casos.

No início da pandemia a gravidade da doença chegou a ser minimizada e esta chegou a ser comparada com “uma gripezinha”. Medicamentos ineficazes também foram promovidos, sem benefício para a população.

Hoje, as vacinas disponíveis trazem esperança de dias melhores, com amparo da ciência. No mundo já foram aplicadas mais de 2 trilhões de doses de vacina contra a COVID-19 (considerando todas as doses de todas as vacinas disponíveis). No Brasil, a OMS registra mais de 70 milhões de doses aplicadas (somando primeiras e segundas doses).

Os 82.288 novos casos da doença registrados hoje demonstram que a transmissão no Brasil ainda está alta e isso reforça a importância de acelerar vacinação e manter medidas preventivas como uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos.

Deixe uma resposta

English EN Portuguese PT Spanish ES
error: Não é possível copiar.